Horário diário: Todos os dias, das 10h00 às 18h00.

Rua Conde Dom Henrique

4800-412 Guimarães

PD1065

Espingarda
Centro de Fabrico: Marca da Torre de Londres, Inglaterra (?)
Data: Século XVIII
Material: Metal e madeira
Dimensões (cm): Alt. 16; larg. 7,5; comp. 115
Peso: 3666 g
N.º de Inventário: PD1065 / MAS 415 / A.G. 118

Espingarda de carregar pela boca com fecharia de pederneira, na qual se encontram as inscrições “TOWER”, “G R” e uma coroa encimada por uma cruz. Este símbolo encontra-se em armas marcadas na Torre de Londres, sendo que o “G R” alude a George Rex, neste caso ao Rei George III (1738-1820).

Objeto museológico (espingarda)

Sabia que… a expressão “Sair o tiro pela culatra” está relacionada com os mosquetes do século XVIII?

As primeiras armas de fogo tinham como padrão o carregamento de munições pela boca – a parte posterior do cano das armas de fogo. Terá sido por isto que surgiu a expressão “sair o tiro pela culatra” (em linguagem popular, acontecer tudo ao contrário do que se esperava).

O processo de carregamento consiste em depositar primeiro a pólvora e depois o projétil. Se o atirador invertesse essa ordem, o tiro poderia sair “para trás”, ou seja, pela culatra. Isto conduziu ao redesenho das armas de fogo a partir do século XVIII, de modo a reduzir a quantidade de vezes que o atirador era atingido pelo disparo.