Horário diário: Todos os dias, das 10h00 às 18h00 (última entrada 17h30).

Rua Conde Dom Henrique

4800-412 Guimarães

PD1056

Maça de Armas
Autor: Desconhecido
Centro de Fabrico: Desconhecido
Data: Século XV
Material: Madeira, couro e bronze
Dimensões (cm): Comp. 65; Ø 8,4
Peso: 580 g
N.º de Inventário: PD1056 / MAS 290 / A.G. 1

Maça de armas constituída por uma peça oca de bronze de onde irradiam oito lâminas contundentes de aspeto triangular. Está fixada a uma haste de madeira, revestida de pele, cuja base ornada tem um remate em chapa de latão trabalhado.

As maças surgiram no século XII, tendo como característica a sua capacidade ofensiva. Ao longo dos séculos XIII a XIV, a cabeça da maça de armas tendeu a dilatar-se e a surgir equipada com uma série de “puas” ou “facas”, habitualmente de formato triangular e dispostas radialmente.

Embora sem a mesma capacidade das espadas para cortar as defesas adversárias, o abalo que as maças produziam nas defesas do corpo dos inimigos era temível. Foi este, aliás, um dos fatores que mais terá estimulado a transição das proteções de malha para as defesas de placas.

As maças de armas acabaram por assumir uma grande carga simbólica, sendo iconograficamente representadas em associação a personagens ligadas ao poder e à justiça.

Objeto museológico (maça)