Horário diário: Todos os dias, das 10h00 às 18h00.

Rua Conde Dom Henrique

4800-412 Guimarães

PD1088

Ombreira / Espaldeira
Autor: Desconhecido
Centro de Fabrico: Desconhecido
Data: Século XV-XVI
Material: Ferro
Dimensões (cm): Alt. 21; larg. 21
Peso: 1300 g
N.º de Inventário: PD1088 / MAS 297 / A.G. 9

Ombreira ou espaldeira composta pela sobreposição de seis placas de ferro ligadas por meio de três rebites, sendo as placas dos extremos superior e inferior mais largas que as restantes. Este método de construção permitia reduzir a perda de mobilidade do braço sem que se comprometesse a proteção que a peça conferia.

As ombreira ou espaldeira eram os elementos de arnês que protegiam as espáduas. O termo deriva do francês épaule que significa, precisamente, ombro.

As peças de metal foram desenvolvidas a partir do século XIII, contudo, com a popularização das armas de fogo no século XVI, começaram a cair em desuso.
Atingiram o seu auge com a moda das Justas em que dois cavaleiros montados trocavam golpes. Nesse período tornou-se comum as espaldeiras de uma armadura começarem a ser assimétricas para que as que estivessem no braço não dominante aumentassem a proteção da cabeça do utilizador.

Objeto museológico (ombreira)