Horário diário: Todos os dias, das 10h00 às 18h00.

Rua Conde Dom Henrique

4800-412 Guimarães

PD0416

Poncheira
Autor: Desconhecido
Centro de Fabrico: China
Data: c.1780 (Dinastia Qing, reinado de Qianlong)
Material: Porcelana
Dimensões (cm): Alt. 15,1; Ø 34,5
N.º de Inventário: PD0416

Poncheira decorada, interna e externamente, com três pinturas alusivas à Ordem da Jarreteira, além de outras decorações florais.

A porcelana chinesa, devido ao seu toque macio e à sua qualidade, sempre satisfez o gosto dos clientes europeus mais abastados que a adquiriam para decorar as suas casas ou para a utilizar à mesa, nas suas refeições. Nas poncheiras preparava-se ou servia-se o ponche, uma bebida usual no século XVIII, o qual era frequentemente preparado com uma bebida alcoólica, sumo de frutas e um adoçante, podendo ser servido quente ou frio.

Era usual encomendar-se as porcelanas no mercado chinês, pedindo-se que fossem decoradas com motivos europeus. Esta poncheira faz alusão à comenda da Ordem da Jarreteira (Order of the Garter), também conhecida por Ordem da Liga, uma das mais importantes e antigas ordens militares britânicas, criada em 1348 por Eduardo III de Inglaterra.

Diz a lenda que Eduardo III estaria a dançar com a Condessa de Salisbury numa grande festa da corte, quando esta deixou cair a sua jarreteira azul, que não era mais do que uma espécie de liga usada na época no vestuário nobre feminino. Ao apanhá-la do chão e amarrá-la de volta à sua perna, o rei reparou que os presentes os fitavam com sorrisos e murmúrios. Irado, exclamou em francês (língua usual da corte inglesa na época): «Honi soit qui mal y pense» (“Maldito seja quem pense mal disto”), frase que se tornou o lema da ordem. Disse ele ainda que tornaria aquela pequena jarreteira azul tão gloriosa que todos a haveriam de desejar.

Sendo esta história uma lenda, vale o que vale, mas o que é certo, é que a Ordem da Jarreteira foi, de facto, criada por Eduardo III, o seu símbolo é uma jarreteira azul escura, com rebordo dourado, em que aparecem inscritas, em francês, as palavras que o rei teria dito.

A Ordem da Jarreteira apadrinhou o movimento escutista, sendo por esse motivo que todos os Escuteiros usam um pedaço de tecido pendurado na parte exterior das meias da farda, presa pela liga, a chamada jarreteira.

Objeto museológico (poncheira da Ordem da Jarreteira)