Horário diário: Todos os dias, das 10h00 às 18h00.

Rua Conde Dom Henrique

4800-412 Guimarães

PD0170

Pote
Autor: Desconhecido
Centro de Fabrico: Fornos de Jingdezhen, China
Data: 1700-1722 (Dinastia Qing, período de Kangxi)
Material: Porcelana
Dimensões (cm): Alt. 46; Ø 28,5
N.º de Inventário: PD0170

Um de dois potes em forma de balaústre, com tampa de encaixe em forma de cúpula e pega em forma de leão sentado, executados ao torno em porcelana branca e pesada. No exterior, com “azul soprado” sobre um vidrado incolor, brilhante e regular, sobre a totalidade da superfície, são visíveis vestígios de uma decoração a ouro que revelam pavilhões e pagodes num dos lados inseridos numa paisagem montanhosa e, no outro, enquadrados por árvores frondosas. No ombro e na tampa tem um friso de enrolamentos de folhas e flores e, na cúpula, vestígios de decoração paisagística integral.

A técnica “azul soprado” consiste em soprar o pigmento azul de cobalto em pó através de uma cana de bambu, envolta na extremidade por uma gaze, sobre a superfície crua da peça, originando tonalidades de azul de aspeto nublado construídas por sobreposições de partículas aglutinadas, podendo apresentar-se com um espectro variável de tonalidades de azul, desde o mais profundo safira, até ao azul ténue acinzentado.

Objeto museológico (pote chinês)