Horário: Ver "Informações Especiais Covid-19"

Rua Conde Dom Henrique

4800-412 Guimarães

PD0471

Objeto museológico (PDB)

Prato
Autor: Desconhecido
Centro de Fabrico: China
Data: c.1730-1745 (Dinastia Qing, período de Qianlong)
Material: Porcelana
Dimensões (cm): Ø 61,7
N.º de Inventário: PD0471

Prato executado em porcelana densa e pesada. No interior, a parede e fundo do prato são preenchidas totalmente a esmalte negro, sobre o qual se desenham arabescos e folhagem em tons de verde, enquadrando seis grandes peónias em rosa e branco dispostas em coroa, dois malmequeres, borboletas multicolores esvoaçantes, e várias pequenas peónias em tons de vermelho ferro, azul, amarelo e branco.

O tema decorativo deste prato assume plenamente a continuidade de gosto empregue ao longo dos séculos nos fornos produtores de porcelana. Desde a dinastia Tang (618-907 ) que a flor e enrolamento de peónias são elementos fundamentais do reportório decorativo naturalista chinês, como símbolos da primavera, riqueza e prosperidade, assim como a conjugação de flores com insetos fazem continuadamente parte da decoração pictórica da porcelana da China desde a dinastia Yuan (1279-1368), e empregue transversalmente ao longo dos séculos com destaque para as pecas em azul e branco do período de Transição (meados do século XVII) e do período de Yongzheng (1723-1735).

A decoração deste prato parece ter origem no período de Yongzheng (1723-1735), a qual se junta geralmente reservas sofisticadas com variadas formas: em rolo de papel, folha recortada, entre outras, com flores ou paisagens eventualmente acompanhadas por personagens ou animais, tendo como denominador comum a excelência na qualidade de execução formal da pintura.