Horário diário: Todos os dias, das 10h00 às 18h00.

Rua Conde Dom Henrique

4800-412 Guimarães

PD0423

Taça com Tampa
Autor: Desconhecido
Centro de Fabrico: China
Data: Século XVIII
Material: Porcelana
Dimensões (cm): Alt. 35; Ø 27,5
N.º de Inventário: PD0423

Taça com tampa encimada por “quimera”, em porcelana chinesa, decorada a azul e branco.

Durante muitos séculos a china produziu porcelana de cor azul e branco, que, no entanto, apenas chegava à Europa em escassa quantidade. Só com a abertura pelos portugueses, no séc. XV, de importantes rotas marítimas e com a criação de companhias especializadas no comércio entre a Europa e o Oriente, é que a porcelana chinesa começou paulatinamente a inundar os mercados europeus.

A sua qualidade e a originalidade da decoração, sempre encantou os europeus mais abastados que a adquiriam para uso utilitário ou decorativo, encomendando por vezes a sua decoração com motivos ao gosto ocidental. O fascínio pela porcelana levou os europeus à procura do segredo do seu processo de fabrico que acabou por ser “redescoberto” na Alemanha, no século XVIII.

Surgida na China entre os séculos VI e VII, a porcelana é um produto fruto do aperfeiçoamento do grés, obtido graças ao emprego de uma argila plástica, o caulino, queimada a altas temperaturas (+1200 ºC).

Começou a ser produzida na dinastia Tang (618-906), tendo-se desenvolvido intensamente na dinastia Ming (1368-1644) com a descoberta do caulino, atingido a perfeição em meados do Século XIV.

Objeto museológico (jarra chinesa)