Horário: Todos os dias, das 10h00 às 18h00

Rua Conde Dom Henrique

4800-412 Guimarães

MNMC2842

Objeto museológico (PDB)

Tamborete
Autor: Desconhecido
Centro de Fabrico: Desconhecido
Data: Século XVIII
Material: Madeira, veludo, metal e franja
Dimensões (cm): alt. 53 x larg. 59,3 x prof. 45,3
N.º de Inventário: MNMC2842 / PD1161

A origem do tamborete é desconhecida, sendo uma das primeiras formas de mobiliário de assento. Consiste num pequeno banco, geralmente em madeira, baixo e pequeno, sem braços nem espaldar, com assento para apenas uma pessoa, sobre uma base de três ou quatro pernas. Os primeiros bancos desta espécie tinham a forma de um tambor, dando, por isso, origem ao nome que hoje lhes atribuímos – tamboretes.

No século XVII, na corte de Luís XIV, em Versalhes (França), sentar-se num tamborete, na presença da família real, era uma honra ambicionada por muitos. Este tamborete era de madeira, com pernas curvas, estofado e decorado com franjas, sendo transportado por um criado com peruca e com traje de libré (capa sem mangas e presa apenas no colarinho).

A partir do século XIX, o tamborete tornou-se, principalmente, uma peça de mobiliário ornamental.